Coenzima Q10 e os benefícios para fertilidade.

Coenzima Q10 e os benefícios para fertilidade.

Coenzima Q10 é uma pequena molécula existente em todas células no organismo, inclusive
nos óvulos.
Recentes artigos científicos revelam o quanto essa molécula é importante para preservar a
qualidade dos óvulos e a fertilidade. Junto a outros benefícios, adicionando o suplemento
CoQ10 podemos ter o potencial para prevenir ou até mesmo de reverter algum declínio na
qualidade dos óvulos que vêm com a idade.
Qualquer um tentando engravidar pode- se beneficiar com o suplemento de CoQ10, mas é de
particular ajuda em seus 30 anos ou mais, ou tem problemas de fertilidade como diminuição da
reserva ovariana.
CoQ10 é a parte vital da “cadeia de transporte elétrico”, que cria a energia elétrica (ex:
voltagem) dentro da mitocôndria. As mitocôndrias aproveitam essa energia elétrica para gerar
energia na forma de ATP. As células então usam o ATP como combustível para alimentar
quase todos os processos biológicos.
CoQ10 também é um antioxidante que pode reciclar vitamina E e desempenhar muitos outros
papéis dentro das células, mas é o papel que essa molécula desempenha nas mitocôndrias
que é o mais interessante para melhorar a qualidade dos óvulos.
À medida que envelhecemos, as mitocôndrias ficam danificadas e são produtoras de energia
menos eficientes. Pensa-se que este declínio na função das mitocôndrias desempenhe um
papel no processo de envelhecimento e ocorre por todo o corpo, mas particularmente nos
óvulos . Estudos mostraram especificamente que em óvulos de mulheres com mais de 40 anos,
os danos estruturais nas mitocôndrias são muito mais comuns. Os óvulos em envelhecimento
também acumulam danos genéticos nas mitocôndrias, e até o número de mitocôndrias diminui
nas células foliculares que circundam cada óvulo.
Como resultado, as mitocôndrias nos óvulos de mulheres mais velhas produzem menos
energia, ou seja, menos ATP. A incapacidade de produzir ATP suficiente é um grande
problema para a qualidade dos óvulos e provavelmente é a principal maneira pela qual a idade
afeta negativamente a qualidade dos óvulos. Mas as mitocôndrias que funcionam mal não são
apenas relevantes para a infertilidade relacionada à idade. Também há evidências de função
mitocondrial deficiente em mulheres com outros problemas de fertilidade, como insuficiência
ovariana prematura ou uma fraca resposta à medicação de estimulação na fertilização in vitro.
Agora é um princípio geralmente aceito que ter mitocôndrias de alto desempenho é uma
característica da qualidade dos óvulos . De acordo com os principais pesquisadores da área, a
capacidade de gerar energia quando necessário é o fator mais importante na determinação da
competência de óvulos e embriões. Quanto melhor a capacidade do óvulo de produzir energia,
maior a probabilidade de amadurecer e fertilizar com sucesso.
Mas o suprimento de energia não é apenas importante para o processamento cromossômico
adequado, mas também fornece o combustível para o embrião em crescimento. Problemas
com a produção de energia em um óvulo podem se manifestar mais tarde no desenvolvimento
do embrião, porque o ATP é necessário para todo o trabalho que um embrião deve fazer para
crescer até o estágio de blastocisto e implantar com sucesso. Pensa-se que as mitocôndrias
disfuncionais nos óvulos sejam especialmente problemáticas para a sobrevivência precoce do
embrião.
O CoQ10 possui benefícios poderosos porque é um ingrediente bruto essencial necessário
para a produção de energia pelas mitocôndrias. Muitos estudos mostraram que a adição de
CoQ10 às células cultivadas em laboratório aumenta a produção de ATP. Também foi
encontrado para proteger as mitocôndrias de danos. CoQ10 é encontrado naturalmente nos
folículos ovarianos para desempenhar esse importante papel de apoiar a produção de energia
e proteger as mitocôndrias. Os pesquisadores chegaram a medir a quantidade de CoQ10
naturalmente presente nos folículos. O que eles descobriram provavelmente não é de
surpreender: um nível mais alto de CoQ10 está associado a óvulos de melhor qualidade e a
uma taxa de gravidez mais alta.
Se você está tentando conceber naturalmente, ou com a ajuda da IUI ou da fertilização in vitro,
é melhor começar a tomar CoQ10 o mais cedo possível. Idealmente, pelo menos três meses
antes de um ciclo planejado de IUI ou fertilização in vitro. Como leva aproximadamente três
meses para que os óvulos se desenvolvam completamente, a suplementação durante toda
essa janela permite que os óvulos amadureçam em um ambiente ideal, com um bom
suprimento de energia para processar os cromossomos corretamente. No entanto, os estudos
clínicos mais recentes mostram que mesmo tomar CoQ10 por um ou dois meses antes da
fertilização in vitro pode ser muito útil.
Consulte seu médico a respeito do uso e dosagem.
Fonte: It starts with the egg – Rebecca Fett

Deixe seu comentário

Name*

Email* (never published)

Website