endometriose

Endometriose e os meridianos

Na ótica da Medicina Tradicional Chinesa (MTC), podemos afirmar que a estagnação do sangue (Xue) ou da energia Vital (Qi) está relacionada com a grande maioria das doenças ginecológicas. O corpo da mulher possui vários processos fisiológicos como a menstruação, concepção, gravidez, parto, lactação e menopausa que necessitam de abundância de energia (Qi) e sangue (Xue) fluindo eficientemente para que estes processos fisiológicos aconteçam de forma natural e sem problemas.

A endometriose é uma das doenças caracterizadas pela estagnação do sangue, ou seja, o sangue que está onde não deveria estar e está incapacitado de deixar o corpo. O entendimento pela MTC é que o Qi é o responsável por movimentar o sangue pelo corpo. Quando a estagnação acontece significa que temos algum desequilíbrio desta energia vital. O Qi possui dois aspectos conhecidos como Yin e Yang, o objetivo é sempre manter a harmonia entre eles para mantê-lo fluindo perfeitamente.

Durante o processo menstrual, o sangue e o tecido endometrial podem permanecer na cavidade abdominal ou podem também ser reabsorvidos, e isso irá depender do Yang do Rim. Se o Yang do Rim estiver suficientemente forte, o Qi irá circular na região pélvica, irá mobilizar os fragmentos menstruais que não deveriam estar ali e serão eficientemente absorvidos. Caso contrário, se o Yang do Rim estiver fraco, os fragmentos menstruais não entrarão em circulação, acontecendo o acúmulo, a estagnação e a formação de coágulos.
Portanto, uma das principais abordagens no tratamento da Endometriose passa pela análise do meridiano do Rim, para evitar que o sangue estagnado não se acumule.

Na interpretação da MTC, o órgão responsável pela armazenagem do sangue e pela regulação do fluxo de Qi pelo corpo é o Fígado, portanto o tratamento da Endometriose sempre analisa também com muita atenção o equilíbrio do meridiano do fígado. Quando tratamos do fígado sob a ótica da MTC, estamos considerando não apenas o Fígado, mas também a vesícula biliar, os olhos, os ombros, os joelhos, os tendões, as unhas, os seios e de todo o aparelho reprodutor feminino (ovários, trompas, útero e vagina). Alguns dos vários objetivos do tratamento da endometriose através da acupuntura são obter menstruações regulares e com volumes adequados, portanto o Qi do Fígado não pode estar bloqueado. Outro importante papel do Fígado é controlar as emoções, então, estresse e ansiedade podem ter uma influência direta no bloqueio das energias no meridiano do Fígado. Podemos ainda ter situações que chamamos de calor do Fígado (por exemplo, pela ingestão de álcool), que pela teoria dos cinco elementos, causaria uma deficiência de energia do baço, e isso pode causar umidade interna que pode ser um fator de desenvolvimento de endometriose.

Quando apresentamos o quadro de umidade interna, esta umidade pode se mover para qualquer parte do corpo causando implicações, ou seja, a umidade pode causar desde um catarro, sinusite, até um cisto, mioma e até mesmo endometriose e bloqueio das trompas. O baço também tem papel vital na formação do Sangue (Xue), portanto dedicamos tanta atenção a ele.

Quando há uma estagnação severa de sangue por longos períodos de tempo, o sangue remanescente no útero pode se transformar em fleuma, como uma formação de tumor benigno ou ainda a invasão de outros tecidos, como os intestinos. Nestes casos, temos não somente que mover o Qi e o Sangue, mas remover a umidade e dissolver as massas, que neste caso representam a Endometriose profunda. O meridiano que equilibramos para remover a umidade interna é o Baço, portanto quando tratamos a endometriose, o baço é importante tanto por produzir o sangue no volume necessário quanto em combater as umidades internas.